Seguidores

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Amostra em tuck com 1 fio de inverno 2/28

AMOSTRA EM TUCK 
Cartela do ponto arroz
80 pontos 
regulagem 5 
1 fio 2/28 de inverno 

Fiz a barra da seguinte forma:
10 carreiras regulagem 5
1 carreira na regulagem 7
11 carreiras na regulagem 5

Coloquei a cartela do ponto arroz, e trabalhei no tuck na regulagem 5 por 340 carreiras. 
A mesma quantidade de pontos que usei na echarpe, usei para fazer essa amostra. 


A amostra sem passar





A amostra passada.

Só para mostrar a diferença, coloquei a echarpe por cima do tecido que foi feito no tuck, para mostrar a diferença.

O echarpe, para 80 pontos na regulagem 5, deu 24 cm de largura

A amostra dos 80 pontos na regulagem 5 no tuck, deu 32cm.

Abaixo a barra, que por sinal, não vira nem por decreto.


Abaixo, no filme mostro a textura da amostra.





Apartir dessa amostra, no decorrer dos dias, vou fazer umas peças para vocês terem idéia de como trabalhar com 1 só fio 2/28 e fazer trabalhos muito leves e bonitos.



Echarpe em ponto jersey e 1 fio 2/28

Echarpe em ponto jersey e 1 fio de inverno 2/28 da lansul

Coloquei 80 pontos na máquina e fiz 800 carreiras na regulagem 5, com 1 fio de inverno 2/28 no ponto jersey (meia).

Depois de tecer, arrematei os pontos e passei com o ferro bem quente na regulagem de linho, que é a última do ferro (a mais quente), pode ser com vapor e pode ser a seco, fica a seu critério.


Abaixo no filme, o  balanço do echarpe.




Abaixo, o peso da echarpe pronta que foi de 45 gramas, o preço do kilo da lã sul que paguei em Monte Sião que foi de R$ 18,90 (não paguei frete pois trouxeram para mim) e o custo final do echarpe, R$ 0,85 (oitenta e cinco centavos). O mesmo foi vendido a R$ 20,00, onde tive um lucro de  R$ 18,70 o que equivale a 1440% (hum mil quatrocentos e quarenta por cento de lucro). Alguém tem um lucro desses fazendo esses tricos de 2 e 3 fios? Se tiver, me conta.

No meu entender, a tricoteira não precisa estar se estressando para ganhar o seu ganha pão, e nem fazendo aquelas peças pesadas (a não ser que peçam), é muito mais fácil vender uma peça leve, que lembra um voal ou uma seda, até porque, a maioria das cidades brasileiras, tem um clima que mais parece um forninho.

Essas blusas de inverno feitas com apenas 1 fio, por incrivel que pareça, vende tanto no Rio de Janeiro, como no Ceará, pois quem vai comprar é quem trabalha em escritórios. Essas clientes, não encontram opções de blusas apenas para tirar o  leve frio, pois é muito raro quem as faça. Ou seja, pelo material de uma blusa, você vai fazer 3 e cobrar o mesmo preço.  Na próxima vou fazer uma amostra comparando o echarpe e o ponto no TUCK com os mesmos 80 pontos.


Outra peça que fica muito boa, é colocar na máquina 180 pontos e trabalhar pelo menos 400 carreiras. Franzir as pontas e ajeitar de modo a se transformar numa leve estola, que pode ser usada em qualquer hora e com calça jeans. Mas o ideal é fazer uma amostra, pois pode ser feita também no tuck e amarrada na frente, o que teria uma quantidade menor de carreiras. 

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Laço de tricô

Laço vermelho, feito na máquina e frontura com a Elgin KH-840 e apenas 1 fio industrial 2/28. A intenção dessas fotos e mostrar que também se tricota com 1 fio, esse vídeo é apenas o início.


TRICO A MÁQUINA - Transportando pontos

TRANSPORTANDO PONTOS DA FRONTURA PARA A MÁQUINA





quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Tirando o efeito embabado das barras - trico a máquina

TIRANDO O EFEITO EMBABADO DAS BARRAS

As barras feitas na frontura, se não forem puxadas, ficam com um aspecto meio desleixados, abertas.
Por isso, a barra é feita com a orla perfeita, pois a orla perfeita, sustenta o pino que vai puxar a sua barra.

O modo abaixo é feito tanto para as barras feitas na frontura, quanto para as barras feitas só na máquina dobrando.

Abaixo as etapas da barra feita com a orla perfeita

 Tira-se o trico  do pente de montagem
 Abaixo a barra saida do pente sem fazer nada

Pega-se o pino sustentador de cartelas, e introduz exatamente onde foi feita a orla perfeita
 Se quiser, pode usar uma agulha de trico número 1 que tem ponta e facilita mais o trabalho.
 A barra toda no pino sustentador de cartelas ou numa agulha de trico número 1

 Puxe com vontade, fazendo uma leve força.


 Tire o pino ou agulha de trico da barra e veja o resultado. Ela nunca mais deforma, pode ir para a máquina de lavar roupas, para o tanque, para onde quiser, mas deformar, ela não deforma não.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Barra 7 - colocando o fecho éclair

Barra nº 7 - COLOCANDO O FECHO ÉCLAIR

Abaixo o vídeo de como colocar a barra. Prestem atenção, pois ele tem uma pequena diferença, QUE VAI FAZER TODA A DIFERENÇA NA HORA DE TRICOTAR.
Postarei outros vídeos de barras, dando uma série de dicas.
Depois, farei umas blusas completas com os ensinamentos das pequenas aulas, para verem que não é nenhum bicho de 7 cabelas, que quem tem SÓ A MÁQUINA, tem uma verdadeira jóia. Basta ter imaginação.




Barra 6

Barra 6

Outra barra muito fácil e bonitinha. Pode ser feita como barra lateral, decotes, cavas, mangas, punho, etc. Estou ensinando essa, para poder explicar a próxima barra que é a colocação do fecho éclair, muito fácil mesmo.

O fecho éclair é o terror de algumas tricoteiras, depois de verem o próximo vídeo, verão que faziam um bicho de 7 cabelas.



segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Barra 5 coração - trico a máquina

Barra coração

A barra ensinada no vídeo, pode ser usada em barras, mantas, decotes, cavas, onde sua imaginação permitir. Nas camisetas fica muito delicada e diferente, saindo um pouco da barra 1x1, 2x2 dentre outras e bem mais trabalhosas.

No vídeo editado, usei 6 pontos, mas, dependendo da lã ou da linha, pode-se usar 4, 6, 8, 10, 12 ou mais pontos. Quanto maior o número de carreiras, mais cheinho e redondo o coração fica. No caso, o ideal é fazer uma amostra e ver se fica do nosso gosto.

A cor preta para a barra não ficou muito boa, mas, já havia começado e não queria parar. Até que substitua por outra, essa ficará uns dias.

Para as máquinas de padrão 9mm,  fazer um vestido com o fio Neoné sendo que a parte da saia em barra 1x1 e a parte da blusa em ponto meia, e os acabamentos do decote da frente e costa com a barra coração grande e o acabamento das cavas simples tipo viés, faz toda a diferença na roupa. Pena não ter uma foto desse vestido feito na cor vermelha, ficou bem diferente, simples e chic.

Para as que tecem roupas de bebe, os sapatinhos  sem cano ficam muito graciosos se feitos bem pequeninos e o elástico passando dentro as amarrações escondidinho.

Os gorros ficam bem diferentes se forem feitos na barra ou na lateral da costura,como um enfeite.

Enfim, idéias não faltam.




domingo, 17 de fevereiro de 2013

CASAQUINHO DE BEBE

CASAQUINHO DE BEBE - BÁSICO
Fio Cristal 3/15 ou 3 fios industrial 2/28 usados juntos.    - Regulagem 5

MANGAS
1- Monte 50 pontos
2- faça a bainha
3- colocar a cartela nº 2 - regulagem 5, vire para KC e passe o carro 1 vez, aperte a 1ª (primeira e somente uma) tecla do  tuck, libere a cartela e faça 100 vezes.
4- Leve tudo para o normal NL e TUCK, teça 1 carreira lisa e tire em fio de cor. Faça a outra manga igual.

CORPO DO CASAQUINHO
O mesmo processo da manga
1- Monte 160 pontos
2- faça a bainha
3-  colocar a cartela nº 2 - regulagem 5, vire para KC e passe o carro 1 vez, aperte a 1ª (primeira e somente uma) tecla do  tuck, libere a cartela e faça 100 vezes.
4- Leve tudo para o normal NL e TUCK, teça 1 carreira lisa e tire em fio de cor.

MONTAGEM DO CASAQUINHO
1- Coloque novamente na máquina o corpo do casaquinho da seguinte forma:
1 agulha com 1 ponto e 1 agulha com 2 pontos, 1 agulha com 1 ponto e 1 agulha com 2 pontos. Faça isso até completar 40 pontos colocados dessa forma.

2- pegue a primeira manga e coloque da mesma forma: 1 agulha com 1 ponto e 1 agulha com 2 pontos, 1 agulha com 1 ponto e 1 agulha com 2 pontos.
Suspenda as agulhas  e faça 20 carreiras lisas e tire da máquina em fio de cor.

FAÇA O OUTRO LADO DO CASACO IGUAL (lado esquerdo e manga).

AGORA É A VEZ DO CENTRO DO CASAQUINHO
1- Faça o centro do casaquinho (COSTA) colocando 1 agulha com 1 ponto e 1 agulha com 2 pontos (da direita para a esquerda)
Suspenda as agulhas  e faça 20 carreiras lisas e tire da máquina em fio de cor.

FAZER A PALA DO CASAQUINHO.
Coloque de 2 em 2 pontos em cada agulha.
Suspenda as agulhas e passar 1 vez (1 carreira lisa), colocar em KC e passar o carro T, apertar a 1ª tecla tuck e fazer 30 carreiras da cartela.
fazer 10 carreiras lisas na regulagem 3
fazer 1 carreira de passa-fitas na regulagem 8
fazer 11  carreiras lisas na regulagem 3 (tirar em fio de cor e costurar)

CASO QUEIRA O CASAQUINHO COM CAPUZ, não fazer o fio de cor e continuar
fazer 110 vezes da cartela
fazer 1 carreira livre
fazer 10 carreiras em fio de cor.
Feche a cabeça costurando o gorro.

Coloque na máquina da bainha ao meio do gorro, suspenda as agulhas, faça 4 vezes na regulagem 4, 1 carreira de passa-fita e 5 carreiras na regulagem 4, tire em fio de cor e faça o outro lado igual.

CAVA DAS COSTAS

CAVA DAS COSTAS

Técnicas de tricô a máquina. Máquina usada uma Elgin KH-840, pode ser usada nos modelos 820, 830 também.
Prestem atenção em como foi feita essa confecção.
Em outros trabalhos essa técnica será usada mais tarde.
Uma das coisas que quero mostrar com esses vídeos, é que as máquinas de tricô, possuem uma série de recursos que apenas alguns sabem usar. A maioria dos tricoteiros a máquina, sequer sabem dos recursos de suas máquinas, e as deixam jogadas de lado. Já preparei uns 30 vídeos e pretendo chegar aos 300, preciso apenas ir editando para poder colocar no blogg. Também farei as peças inteiras, dá um pouquinho de trabalho, mas, vai valer a pena.
Também estou editando outras cavas, decotes, golas, acabamentos, nossa! É tanta coisa que vocês vão se surpreender. Apenas acompanhem o blog. Abraços



FIO DIFFERENZA NA MÁQUNA DE TRICÔ

COMO USAR O FIO DIFFERENZA NA MÁQUINA DE TRICÔ

È ideal para dar efeito de alto relevo. Como imitar cabelos, fazer as ondas do mar, imitar as nuvens no céu, etc. Para dar um efeito mais bonito numa blusa (touca, saia, casaco) bem simples. Enfim, o que sua imaginação determinar. 


O trabalho pelo lado avesso fica muito bonito, dando um excelente acabamento. Veja como usar o fio Differenza no filme abaixo.



sábado, 16 de fevereiro de 2013

ONDE COMPRAR LÃ E LINHA PARA MÁQUINA

FIO SERIDÓ, LÃS E OUTROS

Lã Formosa
www.laformosa.com.br
(11)2268-1184

Monte Sião
Procurar Aécio e dizer que foi indicado da Regina Silva
(35) 3465-1865

Cofima
www.cofima.com.br
(11)3223-9700

Maq Fios Center
www.maqfioscenter.com.br
(11)3337-3979

Center Lã
www.centerla.com.br
(11)4126-4600
(11)4125-8230


quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

TEXTURA EM RELEVO

TEXTURA EM RELEVO



FOTO 001 - COLOQUEI 40 PONTOS NAS AGULHAS PARA FAZER A AMOSTRA E FIZ A BARRA 1X1. Depois da barra pronta,selecionei as agulhas da seguinte forma:
6 pontos na máquina, 6 pontos na frontura, 6 pontos na máquina e 6 pontos na frontura, do inicio ao fim.


FOTO 002- Os pontos sendo transferidos da máquina para a frontura e da frontura para a máquina respectivamente

FOTO 003 – ainda transferindo os pontos
 Idem







FOTO 011 – Os pontos ja selecionados – 6 pontos na máquina e 6 pontos na frontura

Observe que os 6 pontos da máquina que foram para a frontura, deixaram de trabalhar(ou seja, não vão trabalhar)


FOTO 013 – Observe que na frontura os 6 pontos que foram para a máquina, deixaram de trabalhar na frontura (não vão trabalhar na frontura).


FOTO 014 – coloquei a regulagem da frontura em 2

FOTO 015 – E a regulagem da máquina em 6

FOTO 016 – Fiz 12 carreiras


FOTO 018 – Fazendo as 12 carreiras, inverta a posiçao das agulhas, as que estavam na máquina, transfira para a frontura e, as da frontura transfira para a máquina

Faça novamente 12 carreiras, e assim por diante até o fim do trabalho, sempre transferindo da máquina para a frontura e da frontura para a máquina a cada 12 carreiras.

FOTO 019.A –O ponto que está narcado (1 agulha na máquina) deveria ter ido para a frontura também, mas, nesses casos em que trabalhamos com a máquina e frontura, DEVE-SE DEIXAR PELO MENOS 1 PONTO NA MÁQUINA NAS DUAS EXTREMIDADES

Observe que deixei 1 ponto na máquina e 5 na frontura.



O ponto pronto. O que forma o relevo é a frontura com uma regulagem pequena e a máquina com uma regulagem maior. Poderia ser ao contrário também, que daria a mesma coisa. Usei a regulagem 2 e 6, mas, poderia ter usado outras, isso vai depender do gosto de quem está tricotando.
PODE-SE FAZER COM QUANTOS PONTOS QUISER, 6, 10, 12, fazer 12 ou mais carreiras