Seguidores

sábado, 22 de agosto de 2009

TEXTURA EM RELEVO.002

FOTO 011 – Os pontos ja selecionados – 6 pontos na máquina e 6 pontos na frontura
Observe que os 6 pontos da máquina que foram para a frontura, deixaram de trabalhar(ou seja, não vão trabalhar)
FOTO 013 – Observe que na frontura os 6 pontos que foram para a máquina, deixaram de trabalhar na frontura (não vão trabalhar na frontura).
FOTO 014 – coloquei a regulagem da frontura em 2

FOTO 015 – E a regulagem da máquina em 6

FOTO 016 – Fiz 12 carreiras

FOTO 018 – Fazendo as 12 carreiras, inverta a posiçao das agulhas, as que estavam na máquina, transfira para a frontura e, as da frontura transfira para a máquina
Faça novamente 12 carreiras, e assim por diante até o fim do trabalho, sempre transferindo da máquina para a frontura e da frontura para a máquina a cada 12 carreiras.
FOTO 019.A –O ponto que está narcado (1 agulha na máquina) deveria ter ido para a frontura também, mas, nesses casos em que trabalhamos com a máquina e frontura, DEVE-SE DEIXAR PELO MENOS 1 PONTO NA MÁQUINA NAS DUAS EXTREMIDADES

Observe que deixei 1 ponto na máquina e 5 na frontura.


O ponto pronto. O que forma o relevo é a frontura com uma regulagem pequena e a máquina com uma regulagem maior. Poderia ser ao contrário também, que daria a mesma coisa. Usei a regulagem 2 e 6, mas, poderia ter usado outras, isso vai depender do gosto de quem está tricotando.
PODE-SE FAZER COM QUANTOS PONTOS QUISER, 6, 10, 12, fazer 12 ou mais carreiras



TEXTURA EM RELEVO.001


Trabalhando com a máquina e a frontura

FOTO 001 - COLOQUEI 40 PONTOS NAS AGULHAS PARA FAZER A AMOSTRA E FIZ A BARRA 1X1. Depois da barra pronta,selecionei as agulhas da seguinte forma:
6 pontos na máquina, 6 pontos na frontura, 6 pontos na máquina e 6 pontos na frontura, do inicio ao fim.

FOTO 002- Os pontos sendo transferidos da máquina para a frontura e da frontura para a máquina respectivamente
FOTO 003 – ainda transferindo os pontos
FOTO 004 - idem
FOTOS 009 E 010 – AINDA TRANSFERINDO OS PONTOS